quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Splenda l'alba in oriente

Splenda l'alba in Oriente,
cada il sole in occidente,
virtù sempre esalterò.
Sia la lingua più canora,
sia la cetra più sonora
oltre il ciel, oltre le stelle
le sue belle alte glorie innalzerò.

Quer a aurora se ilumine a oriente
Ou o sol caia a ocidente
Sempre exaltarei a Virtude.
Que o meu canto seja mais melodioso
E a minha lira mais sonora
Para além do céu, para além das estrelas
As suas belas e altas glórias exaltarei.


Ária de Händel



Simplesmente irresistível! Vivica Genaux impõe-se como uma das grandes vozes deste início de século.

8 comentários :

Alberto Velez Grilo disse...

Concordo plenamente consigo. Vivica Genaux impõe-se como um dos melhore mezzos da actualidade.

Gosto do timbre e a agilidade é fantástica.

Aproveito para agradecer o link para dois dos meus blogues. Gostaria de lhe sugerir uma visita ao Outras Escritas, um blogue mais generalista, mas com bastantes referências musicais.

Acompanharei o Livro de Areia com toda a atenção. Parabéns

´pulga da areia´ disse...

Não sei como tem tempo para tantos blogs... Tem razão, o Outras Escritas está excelente. Vou recomendá-lo, OK?

Diga-me uma coisa: não andou pelo antigo Fórum da Antena 2 ? Ou estou enganado, ou já nos conhecemos de lá...

Alberto Velez Grilo disse...

Para ver os blogues uso o google reader, que ajuda bastante e torna muito mais rápida a consulta. De outras forma, não teria tempo para ver um décimo.

Obrigado pela recomendação do Outras Escritas.

Sim, andei pelo antigo fórum da antena2 que infelizmente foi encerrado. Não era, no entanto, aquele elemento desestabilizador que também se chama Alberto:)

ailhadosamores disse...

Adorei a Vivica Genaux e a boa atmosfera no grupo!

Eu já tinha visto o Outras Escritas e gostado muito. Alberto, o que é que devo fazer para usar esse google reader ou tudo o que seja que ajude...

Tenho dificuldade com a Ilha por causa de este impasse - se mantenho blogues separados, como planeara - Se trago tudo para a Ilha...

Mas acho que sobretudo eu perdi imenso tempo foi por estar no wordpress!! isso custou tanto trabalho. O meu postar ainda custa imenso tempo. Vi agora que com o google, até é possível escrever em mail, e depois enviar para o blogue. Ora isso é mil vezes mais fácil e rápido...

Ainda não tenho um bom local onde goste de escrever os postais, e onde seja eficiente...

Alberto Velez Grilo disse...

Olá "ailhadosamores". Em primeiro lugar obrigado por visitar o Outras Escritas.

Quanto às questões que coloca...

O google reader não é um programa, funciona como se fosse um webmail. A primeira coisa a fazer é criar uma conta no gmail (gmail.com) mesmo que não vá utilizar o email. Depois basta ir a www.google.com/reader e aí fazer login com os dados do gmail e adicionar todos o blogues que costuma consultar. Verá que os "posts" aprecem como se fossem e-mails. Os que não leu aparecem destacados. Se carregar em cims, abre o texto do post.

Espero que isto ajude.

Parabéns pelo seu blogue.

´pulga da areia´ disse...

Só uma recomendação: não introduza demasiados blogs no Google reader. Eu diria que uns 6 é q.b., senão a vantagem vai-se, e o tempo que se perde a ler , hum, 'balelas', é muito...
Mesmo assim, manter 1 só blog já é o compromisso gozo / trabalho a que me posso dar ao luxo. Invejo-vos.

Alberto Velez Grilo disse...

Caro Pulga da Areia, com tantos comentários dobre o reader, estamos a desprestigiar ou seu "Post" sobre a Vivica Genaux (risos).

Permita-me só mais um comentário. Eu tenho inúmeros blogues no reader (chegam a uma meia centena). Calro qeu não leio todos os "posts" desse blogues, mas dou uma vista de olhos nos títulos. Se me interessa entro no blogue, se não, nem me dou ao trabalho.

Para mim o reader é também muito útil para as notícias. Tenho os sites dos jornais todos referenciados e pela manha perco ler de meia hora a ler as notícias que mais me interessam.

Experimente, vai ver que lhe poupa muito tempo.

Cumprimentos

ailhadosamores disse...

Para já muito obrigada a ambos pelas vossas rápidas respostas.

Ah, Alberto eu até já tenho há tempo pelo menos um dos seus blogues a morar na Ilha.