quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Prendinha de Natal atípica: Edward Hopper

Edward Hopper enquadra-se na perfeição neste Livro de Areia onde Borges e Blake são modelos fundadores.

Como Borges, Hopper retrata desesperançados e ficções de nenhures, de forma sempre luminosa, está ai o génio deles.

Fica aqui a homenagem. Bem poderia publicar uma obra dele por dia.



“Maybe I am not very human - what I wanted to do was to paint sunlight on the side of a house. ”

Edward Hopper

3 comentários :

Paulo disse...

Obrigado.

Gi disse...

Grande estudo, Mário, ao qual voltarei assim que tiver oportunidade para o ver com calma.

Mário disse...

My pleasure