sábado, 26 de outubro de 2013

Queridos livros, fragatas para terras distantes


There is no Frigate like a Book 
To take us Lands away 
Nor any Coursers like a Page 
Of prancing Poetry – 

Emily Dickinson (1873)

Ná há Fragata como um Livro
Que nos leve a Terras distantes
Nem há Corcéis como uma Página
de altiva Poesia -

----------------------------------------------

É assim, nesta casa:


'No que me toca, sou incapaz de imaginar um mundo sem livros.'
Jorge Luis Borges

A prateleira de incontornáveis releituras. Desarrumados, mas eu sei deles.

Idem - na verdade sou feito destes, em boa parte.

'Ler é sonhar pela mão de outrem.'
Fernando Pessoa

Caos e fractais, entre a arte e a ciência.


Títulos tão bonitos e recheio tão generoso - aventuras, História, viagens, confissões.

Livros para ver pausadamente, ler é acessório.

Clássicos.

“Um clássico é um livro que nunca acaba de dizer o que tem para dizer".
Italo Calvino

Habitam a casa, belos, dominadores, omnipresentes, amigos. Há momentos em que indago que futuro será o deles. Talvez...





5 comentários :

Enviar um comentário