segunda-feira, 26 de junho de 2017

Pequenas aguarelas de viagens passadas


'Long ago it must be
I have a photograph
Preserve your memories
They're all that's left you.'


Uma das memórias que procuro de lugares que visito são aguarelas de artistas locais, encontradas na rua ou no atelier. Ou mesmo mais tarde noutras paragens.

Foi na segunda visita a Florença que trouxe este lindo postal toscano:


Era um pintor 'de rua' , junto à ponte sobre o Arno; é uma miniatura, mas retrata tão bem a paisagem da Toscânia autêntica ! Um dos favoritos.

Da Bretanha trouxe uma aguarela que respira mar - foi em Locronan, no estúdio do pintor Alain Couadou. Talvez aqui não pareça,mas é uma jóia de aguarela, muito bem composta, e transmite as sensações da costa bretã mais bravia.


Bolonha é a terra de Morandi; de lá veio esta aguarela ao estilo desse pintor modernista único:



Mais recente foi a estada em Gand; foi numa feira de velharias que encontrei estes quadrinhos, quatro euros o conjunto.



De Londres veio esta magnífica aguarela, de uma loja de usados. Tem uma mancha que tanto pode ser um detalhe feio como uma prova de patine... mas o desenho e a cor são magníficos; o autor é o aguarelista Mads Stage.


St. Andrews and St. Paul's, Mads Stage

De Veneza trouxe não uma aguarela, mas um gobelin muito bem executado, no estilo flamengo.



Nada disto tem valor a não ser o de memória e do lugar que conquistou aqui em casa. Só, e já é muito.


2 comentários :

Virginia disse...

Que lindas aguarelas, Mário. Houve uma altura em que também trazia de Inglaterra pequenos quadrinhos de rua ou das feiras Portobello, Camden Town, etc. Agora faço eu algumas, mas são sempre um pouco abstractas. De qualquer modo a minha filha diz que lhe lembram mesmo o Yorkshire...já não é mau!

Mário Gonçalves disse...

Não tenho os seus talentos, Virgínia, e sabe-me bem a proveniência longinqua e associada a memórias...
Boa praia algarvia !...