sábado, 21 de fevereiro de 2015

Portentoso ! As Portas de Kiev escancaradas !


Falo da recente gravação de Quadros de uma Exposição, de Musssorgsky, com Jon van Immerseel à frente da orquestra Anima Eterna de Bruges, segundo o arranjo orquestral de Ravel (1922).

Convém lembrar que von Immerseel, herói da interpretação autêntica (histórica) da música pré-romântica para muitos melómanos, era um radical da contenção e do detalhe, dos instrumentos antigos muitas vezes pífios, constantemente em audição no programa "Em Órbita" (o saudoso Em Órbita !) da Antena 2 aqui há poucos anos. Quase nunca gostava das gravações da Anima Eterna, exceptuando as sinfonias de Schubert, que já anunciavam isto que agora explodiu: os Quadros de uma Exposição mais espantosos de sempre !


Não é das minhas obras favoritas, na verdade; e costumo até apreciar melhor a versão original no piano. Vladimir Ashkenazy tem uma interpretação soberba. Mas reconheço que esta audição é entusiástica e reveladora, não se pode ficar indiferente sentado no sofá - há que saltar e gesticular.

 A dinâmica da orquestra é fenomenal, mas não menos fenomenal é a célebre atenção ao detalhe do mestre holandês, a doçura do fraseado nas cordas, a enfática delicadeza nas madeiras.

Grande Porta Bogatyr de Kiev.

Immerseel aplica a esta obra de 1884/1886 os mesmos princípios agógicos que se aplicariam a interpretar Haydn ou Mozart - a eliminação do legato em favor da frase seca em arco, o destaque da melodia do contraponto (normalmente abafada) em relação à linha principal, os metais com um grãozinho de acidez, a percussão muito afiada e enfatizada. O efeito é de uma surpresa total, a transformação do standard clássico numa irreverência divertida e contagiante. De histórico é que não tem nada, pelo contrário - é um completo anacronismo ao contrário : tocar uma obra moderna ao estilo antigo. Tanto mais que se recorre a um arranjo póstumo de 1922...

Mas onde é que a pequena, delicada, quase insípida, Anima Eterna, foi buscar este vigor portentoso ?

Um breve "cheirinho":




1 comentários :

Virginia disse...


Também não é das minhas preferidas embora majestosa e vibrante. Obrigada pela dica. Bom fim de semana.

Enviar um comentário