sábado, 14 de fevereiro de 2009

Arrau e Beethoven

Ninguém toca as últimas sonatas de Beethoven como Claudio Arrau. Desespero de ouvir tocar assim, mas só Brendel se aproxima. Os novos pianistas ainda estão na fase "virtuose" ou então, imbuídos de uma aversão ingénua pelo romantismo, tocam rápido, incisivo, forte e sem rubato, a despachar. As pianistas, sem menosprezo, não estão aqui muito à vontade. Ningém tem o dom de fazer falar o silêncio, antes e depois de uma nota, como Arrau. Quase magia, como Gould. Como prolongar o som no silêncio - ou vice versa. Como fazer durar a sensual beleza duma única nota. Ou como inebriar com sequências vertiginosas sem perder um único toque, por mais subtil, fazer ouvir tudo em justa proporção, fazer ouvir tanto e tão emocionante que a respiração pára. Quando damos conta, estivemos noutra dimensão.

Ludwig Van Beethoven
Piano Sonata No. 32 in C minor, Op. 111
2nd Movement
performed by Claudio Arrau

part 1



part 2

3 comentários :

Euterpe disse...

Concordo!! Belíssimo intérprete.. Mesmo, aconselho vivamente o Concerto nº1 de Brahms executado por ele.. SUBLIME!!!

Bela sonata.. Mas continuo a preferir a 110.. por razões pessoais, claro!

BW.

H.

´pulga da areia´ disse...

Cara Euterpe,

Os 2 concertos de Brahms estão no topo dos meus favoritos. Já defendi até em vários locais que os considero entre os expoentes máximos da cultura de todos os tempos e em particular da música, tendo Brahms atingido o extremo da perfeição e da exaltação possíveis em música tonal. Cláudio Arrau é de facto sublime em ambos, embora aí haja um contendor de respeito - Arturo Benedetto Michelangeli, com uma daquelas interpretações definitivas que acontece uma vez na vida.

Quanto à sonata 110, muito bem, aceito, é difícil a este nível estabelecer hierarquias, mas a 111 é a derradeira (com uma maior carga dramática) e a mais...revolucionária, com aquela cadência jazzístca fabulosa a terminar na melancolia suave de quem dá a obra por concluída!

Gosto muito do seu blog. Hei-de lá postar mais, se não se importa...

Mário,

Euterpe disse...

Será sempre bem-vindo!

Tb já estou a seguir o seu.

Bons post.