quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Bela ISS


À sua maneira bela, sim. Foi composta, como uma sinfonia, tem texturas e dinâmicas, como um quadro, e habitam-na várias personagens, como num romance. Baila no espaço, como no 2001 de Kubrik, e é obra eternamente inacabada, como arte moderna que se preze.


Pode não ser muito útil - é arte, pois. Pode ter sido caríssima - como a Casa da Música...

Mas é arte acima de tudo porque é orgulho do Homem e me dá imenso prazer que exista, testemunho mais avançado da civilização, como um farol, a dizer - vejam só onde já chegamos, nós, as formiguinhas lá de baixo.

Fez 10 anos, tem mais outros tantos pela frente. Parabéns. Para bem.

1 comentários :

Gi disse...

Pode não ser muito útil - ou, pelo contrário, ser utilíssima para a investigação científica e tecnológica.
Concordo com todo o resto.