domingo, 21 de novembro de 2010

Destaques Casa da Música para 2011


12 FEVEREIRO
OSP, Joseph Swensen
Gustav Mahler, Sinfonia nº 4

Porquê: A OSP anda a tocar bem Mahler (até foi aplaudida em Viena); a 4ª é a mais feliz das sinfonias, com uma ária imperdível, e Swensen é bom director (já o ouvi).

26 MARÇO
BRAD MEHLDAU E ANNE SOFIE VON OTTER

ciclo de canções "Love Songs". Para além das canções de Mehldau, o duo tem interpretado peças de autores como Jacques Brel, Léo Ferré, Michel Legrand, Paul McCartney e Joni Mitchell.

Porquê: pianista e soprano de alto nível a cantar canções "ligeiras", talvez um dos pontos altos da programação, a esgotar rapidamente.


16 ABRIL 2011
Brahms, UM REQUIEM ALEMÃO
OSP,CORO CASA DA MÚSICA
Christoph König

Porquê: Uma das melhores obras de Brahms e de todo o romantismo. Empolgante, coros belíssimos. Não se ouve muitas vezes...e König garante a direcção.

20 MAIO
VARIAÇÕES AMERICANAS
OSP, Alexander Shelley
Peter Jablonski piano

Aaron Copland - Appalachian Spring
George Gershwin - Concerto para piano e orquestra; Variações de I Got Rhythm
John Adams - City Noir

Porquê: este ano é o tema da Casa, a música americana. O concerto de Gershwin é festivo e contagiante, a obra de Copland muito bonita e nunca a ouvi ao vivo. "City Noir" do Adams não conheço, mas é um risco interessante.

17 JUNHO
OSP,Christoph König
Mahler, Sinfonia nº 5

Porque sim!

29 OUTUBRO
OSP, vários COROS
Christoph König
Mahler, sinfonia nº 8

1º) A Casa vem abaixo, 2º) nunca ouvi ao vivo!

5 NOVEMBRO
SONATORI DE LA GIOIOSA MARCA
Giuliano Carmignola, violino e direcção

Henry Purcell - Abertura Z772; Pavana Z752; ChacconaZ730; Fantasia Z731; Suite Z770.
Antonio Vivaldi - Concertos L'amoroso RV271, Il Sospetto RV199, L'inquietudine RV234 e Il piacere RV180.

Porquê: para quem gosta de musica barroca, deve ser uma festa. Os intérpretes são do melhor que há, muito alegres (gioiosi), tocam de pé...

11 NOVEMBRO
FREIBURGER BAROCKORCHESTER
Bach, suites orquestrais

Porquê: Bach, excelência da orquestra.

21 DEZEMBRO
REMIX ENSEMBLE, Peter Rundel
ORQUESTRA BARROCA CASA DA MÚSICA, Andrew Parrott

J.S. Bach
Concerto Brandenburguês nº 3, BWV 1048;
Cantata nº 82 "Ich habe genung"

Porquê: por Parrott, que dá garantias, pela ária "Schlummert Ein", uma das mais belas de Bach.

23 ABRIL

PATRICIA BARBER

do programa:

"lugar de destaque entre as vozes do jazz actual. Revelou-se uma pioneira logo no seu primeiro álbum, em 1992, ao gravar uma canção pop contemporânea quando mais ninguém o fazia no jazz. A originalidade de Barber encontra-se não só na voz escura de contralto e no carácter introspectivo que imprime às suas interpretações, mas muito especialmente na sua veia enquanto compositora de canções, onde aposta no risco e inovação. O programa do concerto que traz à Casa da Música inclui algumas das canções de Cole Porter que deram forma ao seu álbum The Cole Porter Mix, em 2008."

Tenho vários discos dela, de que gosto muito.

8 comentários :

Moura Aveirense disse...

Para já, não quero perder a Von Otter e o Carmignola.

Mário disse...

Moura da bela Aveiro,

Para a Von Otter apresse-se, vai ser um ver-se-te-avias.

Paulo disse...

Eu gostava de ir à 8ª de Mahler. A ver vamos. Essa data não me deve ser fácil.
Para ouvir o primeiro andamento de City Noir, vá aqui. Também ode descarregar a obra completa.

Paulo disse...

(*pode)

Mário disse...

obrigado, Paulo, já fiquei com uma ideia. É o tipo de obra que se pode apreciar mais ao vivo, no youtube é desagradável.

Paulo disse...

Não tinha visto no YT, Mário. Apenas ouvi a gravação que está no blogue (um pouco abaixo da ligação para o YT) e é diferente.
De qualquer modo, ao vivo é sempre outra coisa, claro.

Anónimo disse...

29 OUTUBRO
OSP
Christoph König
Mahler, sinfonia nº 8

Mário disse...

Obrigado pela correcção, caro Anónimo.