quinta-feira, 28 de abril de 2011

O País

"O país precisa...", "o país tem de...", "o país está...", "o país parou..."

"fazer crescer o país", "o governo do país", "humilhar o país", "salvar o país"...

Mas qual país? Ele, o outro, essa coisa foleira que nos rodeia? Onde fica, afinal, "o país"?

Só nós, para falar do país como 3ª pessoa estranha, "ele". Nenhum francês diria "le pays ", mas "notre pays"; nenhum americano diria "the country needs.." , logo lhe perguntariam "which country?" , sempre será "our country".
Nunca "das Land" mas "unser Land".
Nunca "il paese", mas "il nostro paese".

(sim, sei, os espanhóis são iguais a nós).

Por mim, o país que se lixe. Não o conheço de lado nenhum.
O meu país - desse, tenho saudades; gostaria de ter um país amigo, incapaz da mentira e da vigarice, não o encontro e tenho pena.

3 comentários :

Gi disse...

Interessante, realmente, essa distância entre as pessoas e o país.

Como quem diz: Não me pertence, não sou responsável, não me magoa o que lhe está a acontecer.

Porque, obviamente, magoa.

Mário disse...

Gi , não é o que LHE está a acontecer, é o que NOS está a acontecer.
Não é uma abstração, como sistematicamente se escreve e se diz na TV (à excepção do Louçã, enfim).

E tratando-se do NOSSO país, se ainda é nosso, não há a menor dúvida que estamos magoados.

Gi disse...

Magoados, no mínimo.