sábado, 16 de julho de 2011

Agora, Dublin

Vou fazer uns dias de visita a Dublin e arredores. Para conhecer.

Não tenho grandes expectativas, porque não é nem uma cidade monumental, nem romântica, nem musical - é um deserto de concertos e óperas, muitos furos abaixo do Porto... não tem temporada lírica, nem orquestra de jeito. E o bailado é aquele sapateado horrendo...

É uma cidade literária, sim; mas onde estão os cafés? só há pubs e Guinness... e embora goste muito de Beckett, Shaw, Wilde, Swift, Yeats, já Joyce ou Seamus Heaney não fazem o meu género de literatura. E não sou de peregrinações às casas onde nasceram...

Arte? julgava eu que também ia encontrar um deserto. Para meu espanto, a National Gallery tem uma riquíssima colecção !


Vermeer - Senhora escrevendo uma carta com a sua criada
- roubado duas vezes (uma pelo IRA) !

Goya - Retrato de Antonia Zarate

Turner - Shipwreck

E muito mais : Rembrandt, Picasso, Gris, Velasquez, Caravaggio, Signac, Monet, Brueghel, ...
Vai ser um regalo.

Também as igrejas não estão mal. Duas catedrais !

Interior de Christ Church cathedral

Interior de St. Patrick cathedral

Ver História e ver paisagem. Tenciono ir a Glendalough, mosteiro único de localização e arquitectura; e a vilas costeiras e medievais (Skerries, Kilkenny), atravessando a muito verde irish country.

8 comentários :

Gi disse...

Boa viagem!
Também costumo franzir o nariz à Irlanda... Agora fico à espera do relatório :-)

Fernando Vasconcelos disse...

Por acaso nunca fui mas tenho uma paixão por esses lados - fiquei-me pelo País de Gales do outro lado do canal pertissimo de Dublin por ferry. Gosto dos campos, precisamente por serem verdes e pela mesma razão tenho esta paixão pela Irlanda - pelo verde, sempre pelo verde, pelo trevo e por st. Pattrick sempre ! :-)

Mário disse...

Venha daí, Fernando, defender a nossa "compagnon de route" Irlanda, pelo verde e por St Patrick!

Também lá vou por muita simpatia pelo país, é verdade.

Paulo disse...

Eu gostei de Dublin e dos Irlandeses. Mas do que gostei mais foi a costa ocidental: "The Ring of Kerry" (Killarney, Kenmare, Dingle). Voltaria lá de bom grado.

Em Dublin, não perca a biblioteca do Trinity College.

Paulo disse...

E faça uma óptima viagem.

Mário disse...

Obrigado, Paulo. A costa oeste, infelizmente, é menos acessível - não há directos do Porto - e precisava de mais tempo :(

Paulo disse...

Eu estive duas semanas na Irlanda e atravessámos a ilha de carro. Caso contrário, seria difícil chegar ao outro lado e ir aos sítios mais recônditos. Se um dia puder, verá que compensa.

Andressa disse...

Dublin é a cidade mais especial do Universo.