segunda-feira, 4 de abril de 2016

Brahms, Lucerne, erquicke sein Herz !


Um momento alto recente do Festival de Lucerna foi esta Rapsódia para Alto, de Brahms, cantada por Sara Mingardo sob direcção de Andris Nelsons.

Conheço melhor Sara Mingardo dos papéis de contralto na música barroca - Vivaldi, Handel, Pergolesi. Nunca a apreciei grandemente, ficou a grande distância de DiDonato, por exemplo, em controle e expressividade; para minha surpresa, Mingardo, agora com voz bem mais amadurecida, está muito bem nesta obra romântica sobre poema de Goethe. Um bonito vibrato , e os graves que são a sua maior riqueza, fundos e dramáticos. Mas Janet Baker continua lá no cimo.

Quanto a Andris Nelsons, também gostei pouco ou nada dele nos concertos para piano de Brahms; nesta Rapsódia sai-se muito bem, é uma das melhores gravações que conheço, intensa mas controlada, um Brahms de primeira escolha.


[legendado em inglês]

"Harzreise im Winter", J. W. von Goethe 
(excerto final da Rapsódia, 10´)

Ist auf deinem Psalter,
Vater der Liebe, ein Ton
Seinem Ohre vernehmlich,
So erquicke sein Herz!
Öffne den umwölkten Blick
Über die tausend Quellen
Neben dem Durstenden
In der Wüste!

"Jornada de Inverno no monte Hartz"

Se existe nos teus salmos,
Pai do amor, uma canção
que ele possa escutar,
Oh, dá ânimo a este coração !
Abre este olhar velado
aos milhares de fontes
junto dele, que sofre sede no deserto.




0 comentários :

Enviar um comentário