sexta-feira, 1 de abril de 2016

Zaha Hadid, nascida em Bagdad, para nosso contentamento


Uma mulher iraquiana tornou-se um das mais geniais criadores de arquitectura: Zaha Hadid, agora falecida, era de família muçulmana sunita, o pai um rico industrial de... Mosul, e um dos fundadores do Partido Democrata Nacional (liberal). Como o mundo mudou, para pior.

Zaha começou por estudar Matemática - como eu - em Beirute, na Escola Americana. Talvez as formas geométricas em três dimensões a tenham fascinado, o facto é que mudou para Londres onde foi estudar arquitectura, encontrou gente como Rem Koolhaas, e adquiriu nacionalidade britânica.

Zaha Hadid é um bom exemplo de como os povos do Médio Oriente podiam dar um salto civilizacional e ter muito mais protagonismo cultural no mundo. Bastava que se deixassem de passadismo e fanatismo e se abrissem ao Ocidente, generosamente, valorizando o melhor da sua História e das suas gentes.


Dela só 'experimentei' o Museu MAXXI de Roma, de 2010. Deixo alguma fotos.


Colunas, árvores e água, referência incontornável em Roma.




O 'foyer'

Enriquecer Roma com arquitectura não é para qualquer um. Uma.


0 comentários :

Enviar um comentário