quinta-feira, 17 de março de 2011

Bolonha 5: Ferrara , e mais

As estradas italianas são uma vergonha. Feitas nos anos 70, ou por aí, pouca manutenção, pisos degradados, faixas estreitas, sinalização deficiente. Afinal, as portuguesas são mesmo um luxo, mas a que preço.

Ir a Ferrara de carro, contudo, correu lindamente. De Bolonha, meia hora, e chegado lá, parque para estacionar às portas de entrada da zona pedonal. Não faltavam vagas, 1,5 € para 3h, nada mal.

Città del Rinascimento:


Longa rua comercial, casas entre pastel e ocre com venezianas e... arcadas, claro! Saldos, ainda.


Transversais: ruas antigas, medievais, com passagens de 1º andar em arco:


Ferrara, città della bicicletta : por toda a parte!


Ao fundo, parece anunciar-se o centro.

De súbito, está ali a catedral, a piazza, logo adiante o castelo. Que conjunto! Como é que os italianos sabiam fazer isto tão bem? Não há praças mais belas que as italianas, seja em que parte do mundo for !



Para começar, um cafezito na esplanada mesmo em frente à catedral, luxo. Esperava mais de 2€, saiu a 1.20 !! Vou mas é viver para Itália...




Belíssimo portal, com dois leões, a sustentar colunas:



Uma arcada com lojas anexa ao lado da catedral:




Viver a Piazza


A terminar: fiquei em Bolonha no Hotel San Donato; saindo a porta já estava no centro, ópera a 3 min, fonte de Neptuno a 5 min ... e as vistas do belo terraço !



***********************************************************************


8 comentários :

Paulo disse...

Como é que os italianos sabiam fazer isto tão bem? - Como é que aprendemos tão pouco?

Fernando Vasconcelos disse...

Bolonha conheço e confesso que não gostei muito ... das estradas concordo. Do resto que saudades de Florença :-)

Gi disse...

Ir viver para Itália é o meu sonho há anos. Tenho medo que o sr. Berlusconi e a burocracia europeia mo tornem impossível.

Paulo disse...

Gi, eu também gostava.

Fernando Vasconcelos disse...

Já somos então 3 ...

Mário disse...

3 não, 4, ora essa! Não me deixem de fora. prego.

Anónimo disse...

Itália foi de facto o país mais maravilhoso. Não só pelas suas gentes normalmente hospitaleiras e que rapidamente nos integram, pela difusão cultural (a diferença nota-se mesmo de província para província) e pela beleza das cidades. Desde os canais e ilhas de Veneza, a imponência de Roma, a esplêndida Florença, a romântica Chievo, a popular Nápoles, as belas praias de Cinque Terre e da costa Amalfi, os grandiosos lagos do norte e a maravilhosa catedral de Milão. Peço desculpa a todas as outras maravilhas de Itália que deixei de fora.

Alberto Velez Grilo disse...

Obrigado pela partilha das fotografias, Mario.

Realmente Itália é um país extraordinário. Apesar das estradas...