domingo, 8 de novembro de 2015

Melro que cantas na escura noite


Revelador, este Blackbird (de Paul McCartney) em versão instrumental fazendo ressaltar a beleza da melodia e do contraponto. Coisa rara, na maioria dos casos as reinterpretações são falhadas.
Também há jóias na música da minha geração !


CD Old, New and Blue
Eric Vloeimans and the Holland Baroque Society



0 comentários :

Enviar um comentário