quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Fim de época balnear entre rochedos e lapas


Nesta quarta feira esteve um dia perfeito à beira-mar: uns 23º, sem vento, maré vaza ao meio dia, praia deserta. Desci descalço pela areia directo a molhar os pés, a água vinha suavemente acariciar a areia e estava fresca sem ser gélida.


Com o mar recuado fica à vista um labirinto de rochas esculpidas com pocinhas e uma população de algas, mexilhões e lapas cada vez mais abundante. O que vai faltando é areia fina, que o mar leva deixando uma cobertura de seixos que magoa.  Está-se melhor calçado.






Não falta variedade de texturas e cores.

E um inevitável splash para acabar em beleza:



Como eu gosto disto ! Regresso à infância, eu sei.


2 comentários :

Gi disse...

Na mourama a época balnear prolonga-se, dizem-me aliás que as praias estão cheias de gente.

Mário Gonçalves disse...

Aproveite, Gi, antes que o frio venha.
Obrigado pela visita.