sexta-feira, 20 de julho de 2018

Terraço do Museu Albertina: por aqui se deve começar em Viena



A Viena romântica é para mim  a que descobri em Before Sunrise (Antes do Amanhecer), o filme de culto de Richard Linklater com Julie Delpy. A noite mais bela era aqui, nesta balaustrada, um adeus intenso, sem promessas, mas aberto ao milagre.


Quando agora lá subimos, depois de um dia de calor pesado, depois de ouvir Mozart,  soube-nos tão bem a fresca neste balcão da Europa que me admirei da escassez de turistas (ainda bem: estão todos em Stephansplatz).

Sobre uma extensão do palácio dos Habsburgos denominada Habsburgischen Prunkräume, destinada a recepções, o terraço cobre uma ala decorada "à francesa" no estilo Luís XVI.

A estátua do arquiduque Albrecht à esquerda, a Ópera de Viena à direita. Há aqui qualquer coisa de Piazza Capitolina. Querida Europa.

De dia, vai-se o encantamento mas a elegância vienense é ainda mais evidente.



E por baixo, a Arte que mostrarei num próximo post - Renoir, Vermeer, Rafael, Bruegel (o Velho), Cézanne, Chagall, Vlaminck, Lichtenstein, Kiefer... e este é apenas um dos museus de Viena.


2 comentários :

Fanático_Um disse...

Dentro de poucos meses irei a Viena e vou visitar alguns destes cafés que ainda não conheci. Obrigado por mais este esclarecedor "post" e continue a divertir-se e a gozar Viena.

Mário Gonçalves disse...

Se puder ir a um só museu, que seja o Albertina, até ao fim do ano tem uma exposição notável "de Monet a Picasso" com várias obras primas da transição séc XIX - Séc XX; e a não perder ainda a última sala da cave dedicada a Anselm Kiefer, impressionante.

O Museu Leopold vale para incondicionais de Klimt sobretudo, embora haja algum Matisse interessante. O enorme Kunsthistorisches é muita parra e pouca uva, sendo belas uvas dois Bruegel e um Vermeeer.

Espero ainda vir a colocar posts sobre isso aqui.

Vai à Ópera, Fanático_Um ? Inveja... No Verão, só há concertos para turistas, mesmo asssim na Karlskirche assisti a um Requiem de Mozart razoável com um Ave Verum Corpus excelente a terminar.

Deve conhecer Viena muito melhor que eu; mesmo assim, refiro que me desloquei sobretudo nos excelentes autocarros 1A, 2A e 3A que fazem o percurso central dos museus e salas de música suavemente, sem corredores nem escadas rolantes. Param por exemplo no Café Central, na Catedral e junto à Opera.

https://www.google.com/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=4&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwj_4ei8iLjcAhUkUt8KHUO_De4QFgg7MAM&url=https%3A%2F%2Fwww.wienerlinien.at%2Fmedia%2Ffiles%2F2015%2Fcity-plan_152474.pdf&usg=AOvVaw0nbCXe4N7KM0af0v5wIVis