segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Jules Gabriel Verne, Nantes, 8 de Fevereiro de 1828, génio

O Castelo dos Cárpatos


A Volta ao Mundo em 80 dias

As 20000 léguas submarinas

Robur, o Conquistador

Da Terra à Lua

Cinco semanas em Balão

A obra máxima de Verne foram as 54 "Voyages Extraordinaires": Cinco semanas em Balão (1863), Viagem ao Centro da Terra (1864), Da Terra à Lua (1865), 20000 léguas submarinas (1869–1870), O Raio Verde (1872), Volta ao Mundo em 80 Dias (1873), Robur o Conquistador (1887)...
Verne escreveu sobre temas de estudo científico - o ar, o espaço, o fundo do mar, o gelo, a lua, o interior da Terra, o ártico - e para todos imaginou viagens e aparelhos que só muitos anos mais tarde seriam possíveis.

O Capitão Nemo é talvez a mais famosa das suas criaturas, um antiherói que ficou na história da literatura. Amador das artes, humanista, antiesclavagista e defensor dos povos oprimidos, era na versão original de Verne um refugiado polaco que vingava as humilhações impostas à sua pátria. Admirador de Poe, Verne ficou impressionado com o Maëlstrom, e é lá que o Nautilus se vai afundar para sempre.

Escreveu também novelas de aventura heróica como Miguel Strogoff (1876) , estranhamente premonitória do extermínio nazi, dos batalhões suicidas de presos políticos, da batalha de S. Petersburgo. E dramas como O Castelo dos Cárpatos (1892) sobre a ópera, as divas e imagens holográficas. Estão entre as suas melhores obras.

Em 1863, escreve uma das últimas obras, Paris no século XX, sobre uma cidade de arranha-céus de vidro, automóveis, combóios de alta velocidade, computadores, uma rede global de comunicações parecida com a Internet !!! Não foi publicada porque as pessoas eram descritas como profundamente infelizes , o que era uma visão demasiado pessimista do futuro... o homem era mesmo um génio visionário!

As suas obras podem ser lidas online no Projecto Gutemberg. Mas não há nada como o livro, de preferência em francês, bien entendu.

1 comentários :

Gi disse...

Não sabia que Verne tinha nascido em Nantes; quando lá voltar, espero que neste verão, procurarei pistas.