segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Os verdadeiros números da eleição

Com abstenção de 53,37%, o universo de votantes foi de 100-53,37=46,63%.

Assim, a real votação em Cavaco Silva é de uns expressivos 46,63 x 52,94 =24,69%

Ou seja, 1/4 dos portugueses aprova o actual presidente.
Melhor ainda, Manuel Alegre , o PS e o Bloco obtiveram 46,63 x 19,75 = 9,2% ! Nem sequer 1 em 10 cidadãos estão nessa onda.

Assim se vê como vai a democracia.

5 comentários :

Luísa disse...

Pelos vistos, vai bem, porque esses números não mostram grande vontade de mudança!

Mário disse...

Não ?!!!!
Ai eu acho que sim.
Veremos nos próximos tempos a voz dessa gente que não vota.
Receio que não agrade nada ao sistema, possivelmente não me agradará a mim, mas o sinal está aí para quem o queira ver.

E a democracia só se salva se vir esse sinal de descontentamento.

Gi disse...

Infelizmente a classe política parece ter grande dificuldade em ver esses sinais e em analisá-los. No máximo vê a sombra e conclui ao lado.

Mário disse...

Pois é, Gi, mas também não seria esta classe política capaz de fazer as mudanças redentoras da democracia; por isso é que,receio bem,um período de instabilidade seja inevitável.

Mário disse...

Perdão pelo mau português :(