sexta-feira, 31 de agosto de 2012

O pintor Joensen-Mikines (1906-1979)

O pintor Sámal Joensen-Mikines (1906-1979) nasceu em Mykines, a mais remota das ilhas Faröe, no Atlântico Norte. Reconhecido sobretudo nos países nórdicos, tem muitas obras reproduzidas nos selos postais das Faröe. Descobri-o há poucos dias.

Tualsgården, 1957

Mikines começou a pintar pela década de 1920, em tons escuros e num estilo expressionista.

Dança feroesa, 1944

Mikines é frequentemente sombrio. Os quadros mais dramáticos surgem a partir de 1934, um ano fatídico para a ilha. A aldeia ficou em sofrido luto quando toda a população masculina, embarcada, se afogou num naufrágio após colisão de dois barcos.

Junto ao leito da morte, 1940

Dois dos meus quadros preferidos datam do final desta fase:

"Uma mulher de pé numa arriba sobre o mar lança um último olhar ao navio onde o marido acaba de partir. O quadro pertence a um conjunto dedicado a "mulheres famosas", na realidade mulheres anónimas a quem Mikines presta homenagem"

A partida dos barcos, 1947

Este Nascer do Sol parece-me uma das suas obras mais belas - um expressionismo melancólico mas ainda assim esperançado no novo dia:

O Sol da Manhã (Morgunsól), 1947

Nas obras mais tardias tendeu para temas mais idílicos e luminosos e um estilo mais naturalista, com um desenho e colorido mais preciso e definido:

Vista da ilha de Mykines, 1959

Passava o Verão na sua aldeia natal de Mykines, a desenhar e a pintar, mas também a a fazer rascunhos que mais tarde trabalhava e pintava em Copenhaga, onde se fixava nos meses de inverno.

Mykines, 1959

Mykines é a ilha mais ocidental das Faröe , e também é o nome da sua única e linda povoação - casinhas coloridas em cores vivas ou em branco luminoso, com cobertura de turfa, como a antiga Igreja, e entre as quais passa uma pequena corrente de água descendo a encosta.

A aldeia de Mykines num entardecer violeta, 1955

Casas em Mykines, 1950

As últimas obras combinam dramatismo e colorido mais esbatido.

Vento Norte (Nordwind), 1957

Ondas a quebrar, 1952
(clic para ampliar)

O navio postal, 1955

A Faröe Islands Art Gallery de Tórshavn dedica grande parte do seu espaço à exposição de obras de Sámal Joensen-Mikines , que podem ser vistas no Listaskálin, onde fazem parte da colecção permanente; mas também há algumas no Parlamento, nalgumas agências bancárias pelas ilhas, outras ainda fora do arquipélago, no "Statens Museum for Kunst" de Copenhaga.

2 comentários :

Enviar um comentário