terça-feira, 12 de março de 2013

Javali acossado por dois cães, na exposição madrilena sobre Pompéia



Bem sei que Madrid é todo um mundo de Arte, mas não pensei ir lá encontrar agora, em Março, três exposições internacionais de primeira grandeza, para além das colecções permanentes locais.

Esta sobre Pompéia estava no Canal Art Centre, numa antiga estação de bombagem de água em tijolo cujo interior é um vasto hall sustentado por arcos. Cenário muito bem aproveitado para criar ambiente propício.

O material da exposição é sobretuo constituído por peças originais do Museu Arqueológico Nacional de Nápoles (MANN); há algumas réplicas, e vídeos.

O que mais me deslumbrou foi um conjunto escultórico em bronze, representando um javali acossado por dois cães. Era decoração de um tanque redondo - talvez fonte, talvez piscina - no peristilo central de uma das maiores casas que ainda restam, a Casa do Citarista, chamada assim pela estátua de Apolo tocando cítara.

O conjunto tem uma dinâmica e uma força expressiva admiráveis e a qualidade da escultura é espantosa, sobretudo a textura da pele e a crina do javali, que devem ter sido de difícil execução.



Estas são as peças originais - no local está uma réplica, já muito oxidada pelo tempo.


Também em bronze, o referido Apolo Citarista (Apollo Citharoedus) foi encontrado no peristilo central, o mais rico da casa, com fonte e jardim :


Nos frescos, tive a sorte de poder admirar pausadamente o famoso retrato da poetisa Safo de Lesbos, com o cálamo entre os lábios


Não é consensual que se trate realmente de Safo, mas é belíssimo, único.


Ainda da Casa do Citarista, um grande fresco de que aqui publico as figuras centrais:

Trata-se do fresco original do Julgamento de Páris, uma cena mitológica que decorava uma parede do 'triclinium' anexo ao jardim.

A exposição documenta abundantemente a catástrofe que se abateu sobre os pompeianos, com figuras calcinadas, vídeos simulando o desatre, e até um pão esturricado... Gostei mais desta magnífica representação do terramoto que antecedeu a lava:

O templo de Júpiter e duas estátuas equestres a ser derrubadas pelos abalos.
Painel em baixo-relevo, MANN

Até 5 de Maio.

6 comentários :

Paulo disse...

Que sorte, Mário. Também gostava...

Mário disse...

Está só a 600 km, Paulo. De Ryanair até sai barato.

Desde que tenha o B.I. em dia, claro...

Gi disse...

Ando com uma vontade de regressar a Nápoles... Mas sem ser a correr como de costume.

Mário disse...

Nunca fui, Gi. Veio Nápoles até mim, sort of :)

Gi disse...

:-)

(Adoro o retrato de Safo que pode não ser Safo, mas who cares)

Mário disse...

Para mim é um dos mais belos retratos de mulher da História da Arte.