quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Dame Horne, 80 anos: l’alma a consolar


Já não se canta assim.
Obrigado, Marilyn Horne.

Dove sei, amato bene, da Rodelinda de Händel


Dove sei, amato bene?
Vieni l’alma a consolar!
Vieni, vieni amato bene!
Son oppresso da tormenti,
Ed i crudi miei lamenti
Sol con te posso bear.



0 comentários :

Enviar um comentário