quinta-feira, 4 de junho de 2015

Ainda o cravo Titus Crijnen tocado por Andreas Staier



Titus Crijnen me fecit


Baseado em modelos do fabricante holandês Ruckers, do séc XVII, este cravo esteve na Casa da Música cedido pela Associação Pró-Música da Póvoa de Varzim.

Foi estreado no 27º Festival da Póvoa em 2005, por Pierre Hantaï.


Entre os fabricantes de cravos flamengos, que caprichavam na decoração, era costume inscrever na tampa frases em latim alusivas à Arte, como esta, "A Arte não tem inimigo senão o ignorante" ; também gosto desta:

AUDI
VIDE ET TACE
SI VIS VIVERE IN PACE


mais aqui


0 comentários :