sexta-feira, 24 de julho de 2015

Jóias do gótico e da renascença em Lübeck e Wismar


Quase a terminar a reportagem da escapada à costa báltica, estas imagens de arte antiga.
-------------------


Lübeck era um posto estratégio para a Alemanha durante a 2ª grande guerra. Foi por isso fortemente bombardeada, tendo a a maior destruição acontecido a 29 de Março de 1942. As torres da catedral foram derrubadas e o edifício ardeu. O edifício actual é uma reconstrução do séc XX.
Muitos outros edifícios desapareceram nesse dia. Nota-se bem a desarmonia que daí resultou na cidade.


1. Lübeck Rathausplatz - Praça da Câmara

Não tive a sorte de a ver assim - estava um desagradável estaleiro de obras. Mostra uma longa História, desde o gótico inicial - edifício e parede com torreões ponteagudos - ao estilo renascença da fachada branca e da passagem sobre loggia.

Exibição da riqueza hanseática.

Escadaria e janela renascentistas, na zona mais procurada pelos turistas - fica também em frente ao famoso Café Niederegger.



2. Heiligen Geist Hospital


Construído entre 1276 e 1286, é talvez o mais esplêndido edifício gótico de Lübeck. Fundado como instituição de caridade para valer aos pobres e doentes, ainda hoje mantém essas funções, embora mais dedicado a idosos.

De início os internados eram obrigados à regra de silêncio dos mosteiros; além de alimentação, tinham direito a 8 banhos por ano ! Mais tarde, foram instaladas a farmácia e uma pequena biblioteca. Era gerido pela Hansa da cidade.


Para variar, estava em obras de restauro. Na magnífica sala de entrada (acima), este
Allerheiligen Altar (todos os santos) , séc XV.



3. A Catedral (Domkirche) foi arrasada pelas bombas; o que hoje existe de melhor é o altar, a Cruz Triunfante do escultor de Lübeck  Bernt Notkes (1435-1508); tem figuras notáveis como esta:

Maria Madalena ajoelhada, Bernt Notkes, séc XV.

E o Relógio Astronómico, de cerca de 1570, integrado num  púlpito barroco em madeira, também merce ser visto.


O relógio salvou-se da guerra com poucos danos. Desde então foi várias vezes objecto de restauro e melhoramentos.


4. Na Marienkirche, Igreja de Sta. Maria, este impessionante altar do gótico tardio:
O Altar de Antuérpia, de 1518, foi retirado a tempo da igreja antes das bombas. Foi o que valeu - a Marienkirche sofreu danos severos.


5. Em Wismar, a igreja de S. Nicolau é a mais bonita das que visitei nesta viagem, no típico gótico em tijolo mas de traça aparentada às catedrais francesas.
Construída entre 1381 e 1487 e dedicada aos marinheiros e pescadores de Wismar, está classificada pela UNESCO.

Uma igreja poupada pelas bombas mas azarada com os temporais - uma elegante torre gótica ponteaguda de 60 metros foi pelos ares com parte da cobertura em 1703.


Trinta e sete metros de altura interior, uma nave alta e estreita.


Mende-orgel

Órgão original de Johann Gottlob Mende (1787-1850), ao estilo barroco tardio, com 2000 tubos, aproveitando partes de um anterior instrumento de 1737.




Talvez os altares sejam a maior riqueza da igreja.
Um invulgar tríptico em baixo-relevo, o altar de S. Jorge:

Gótico tardio, cerca de 1439. Figuras de apóstolos e santos rodeiam a cena da coroação de Maria.




O Schifferaltar

O único altar medieval inteiramente preservado do espólio da igreja, é do início do séc. XIV e da autoria de Wismarer Schiffer. Curiosa referência às peregrinações medievais (Compostela e Bari) nas figuras que ladeiam Maria.

Mais: Kirche St. Nikolai


----------
A seguir: Wismar, a bela do Báltico



0 comentários :