segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Pôr-do-sol incendiado à beira-mar.


Os fumos de três incêndios encontraram-se cruzando o céu até ao horizonte do mar. O sol, pelas 20h, estava vermelhão e os reflexos na praia eram côr de fogo. Com esses sinais de desgraça talvez eu não devesse publicar fotos onde há a beleza paradoxal da destruição e do sofrimento. Talvez, mas a natureza é assim, produz a partir de fenómenos terríveis espectáculos fascinantes.

Ficam como testemunho, lamentando as causas desastrosas.








0 comentários :