sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Um poema de Nancy Campbell


Já aqui dei notícias de Nancy Campbell, uma escritora de prosa e poesia de Oxford que tem feito longas estadias no Ártico, sobretudo na Gronelândia, como artista residente em museus. Publicou vários escritos em editoras alternativas, e já há algum tempo sou seu seguidor no blog.

Deixo aqui um pequeno poema moral incluído no livrinho Disko Bay *. Quando o compra-compra natalício começa a cansar, sabe bem imaginar que, se quisermos, podemos desistir do capitalismo, construir o nosso próprio kayak e partir, mundo fora...


Giving up on capitalism

The first kayak he made was a one-krone kayak,
one krone was all he got for it.
He threw the coin down on his mother's bench:
fifty øre for coffee and sugar,
fifty øre for needles.

The next kayak he made was a two-kroner kayak,
he was given two kroner for it.
He ran to lay the coins on his mother's palm:
one krone for whisky,
one krone for blue cotton.

Then he made a kayak all for himself.
He had only enough skins
to cover a slim hull
but he pegged them down deftly
and paddled away.





* Enitharmon Press, 2015


2 comentários :

Gi disse...

Gosto do poema e sobretudo do pensamento.

Mário Gonçalves disse...

Let's paddle away, Gi :)

Enviar um comentário