domingo, 20 de setembro de 2009

Vibrato Q.B. de David Daniels

De quem menos se esperaria, o contratenor David Daniels, eis um exemplo de abundante Vibrato nesta interpretação de Ombra Mai Fu, de Handel. Não é para todos os gostos!
(gravação no Avery Fisher Hall, New York, 1997 - já lá vão 12 anos !)



(piscadela a Fernando Vasconcelos de Diz que não gosta de música clássica ?)

3 comentários :

Moura Aveirense disse...

"De quem menos se esperaria"?!? Várias vezes ouvi o Daniels a cantar com vibrato... respeito quem goste, mas "not for my taste"! Horrível esta versão, IMHO... agora parece que está na moda gravar o "Ombra mai fù" (Bartoli, D'Arcangelo, etc), mas para mim esta ária "pertence" ao Andreas Scholl .

Uma boa noite, Moura Aveirense

Mário disse...

Não quero reacender esta polémica; concordo que a versão de Daniels peca por excesso de vibrato, por isso a publiquei. O Daniels evoluiu muito.

Mas a "Ombra mai Fu" não pertence a Scholl(que de resto ouvi cantá-la). Hesito entre Jennifer Larmore e Lorraine Hunt.

Boa semana.

Alberto Velez Grilo disse...

Fazer a ária "ombra mai fu" pertencer a quem que que seja, parece-me exagerado. Evidentemente que Daniels peca aqui por um vibrato exagerado. Não nos esqueçamos que estava no início da sua carreira. Quanto a Scholl, o cantor não me convence em nada.

Ia referir a Larmore. Mas a Von Stade também não me parece mal.

Abraços aos dois