segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Stavkirken - catedrais góticas em madeira

Uma das imperdíveis riquezas da Noruega é a impressionante colecção de Stave Kirken dissemindas pelo país – igrejas de madeira que vêm desde o tempo da cristianização dos Vikings por volta do séc XI, passando pela idade média. São construídas com uma técnica especial de entrosamento de troncos verticais (stave=mastro) e horizontais sobre um estrado de troncos assente em pedras, de modo a impedir que os mastros apodreçam.

As construções mais simples têm uma nave e o tecto suportado pelas paredes em palissada, directamente sobre a terra ou sobre cascalho. A maior parte desapareceu por apodrecimento dos mastros. As que foram construídas sobre plataforma já têm um forte tronco central que suporta a torre em espiral e reforça a sustentação das paredes, caso de Uvdal. As mais elaboradas (Borgund) têm colunas interiores de fortes troncos de madeira sobre plataforma que permitem suportar um tecto em V e “naves “ laterais.

A decoração assenta no rico trabalho de escultura e encaixes de madeira e nas pinturas de parede e tecto. Os mastros de 8 ou 9 metros são acrescidos de cruzes para simular maior altura. A madeira é quase sempre pinho, pois carvalho e faia são raros na Noruega.

Visitei as igrejas de Hopperstad e Heddal quando fiz uma viagem a Bergen e à região circundante.

1. Heddal





Construída à volta de 1200 DC, é a maior das 28 igrejas de madeira da Noruega, uma obra prima da arquitectura medieval.

Tem a forma de basílica, suportada por 12 grandes postes exteriores e 6 mais pequenos no interior.
Fora, inscrições rúnicas com a dedicação da igreja, e abundante trabalho de escultura em madeira.

Dentro, uma galeria a toda a volta.

2. Hopperstad, em Vik

Hopperstad é uma das mais antigas stave kirken, datando de cerca de 1140.





No telhado de escamas de madeira, dragões ricamente esculpidos, imaginados com fantasia, parecem de guarda à igreja, nos torreões e nas empenas; a sua origem como elemento artístico já vem do tempo dos Vikings.



Uma galeria exterior circunda toda a igreja.


Quase todas as stavkirken estão localizadas num local proeminente, uma pequena elevação com vista para um vale ou para um fiorde na costa.


Em Hopperstad dispus de tempo e de um bonito fim de tarde, e fui invadido por uma impressionante sensação de "local único, momento único". O silêncio profundo e a magia do lugar ainda fazem parte das memórias dessa viagem à Noruega.

2 comentários :

Gi disse...

Infelizmente não cheguei a visitar Stave Kirken na Noruega. Imperdoável, eu sei, mesmo se não havia tempo para tudo, mas quando nos sequestram o cão no aeroporto fica-se um bocado... como os tais mastros, acho eu.

Mário disse...

São um bocado rígidos para o nosso gosto, os norueguees. Uma vez estacionei num terreno vazio junto à estrada para ver uma queda de água e saiu uma senhora aos gritos que chamava a polícia...

Se calhar é assim que conseguem ser o país com melhor nível de vida, mas choca.