quinta-feira, 22 de março de 2012

A 2ª de Mendelssohn, cantata grandiosamente esquecida


------- Série "obras menos conhecidas" --------

Mendelssohn foi mesmo um grande sinfonista, embora seja pouco cultivado como tal. E a Segunda, como mais tarde a de Mahler, é uma obra imensa, coral, com páginas belíssimas e exaltantes.

Conhecida por sinfonia-oratória Lobgesang (1840), sobre textos bíblicos, foi composta para celebrar os 400 anos da invenção da imprensa por Gutenberg, juntamente com a Festgesang Cantata (da qual foi extraído um muito conhecido hino natalício ...)

A sinfonia Lobgesang consiste em três andamentos orquestrais, seguidos de 11 andamentos para côro , solistas e orquestra.

Gravações:
- recomendo a versão de Kurt Masur, com a orquestra da Gewandhaus de Leipzig, a versão mais equilibrada, ao menos tempo contida, sóbria, mas sem poupar pathos e força interpretativa nos tutti. O Côro da Runfunk Leipzig também está muito à altura.
- John Eliot Gardiner, apesar as expectativas, é totalmente anémico, matando a obra com excesso de contenção e sobriedade, e um côro sub-dimensionado.
- Claudio Abbado faz um pastelão mole e desequilibrado que se arrasta penosamente, e há ainda uma versão aceitável de Jun Märkl com a O.S. MDR, mas demasiado pobre de efectivos, rápida e seca.
- Riccardo Chailly é grandioso, messiânico, tudo é majestoso desde a fabulosa Gewandhaus ao coro da Ópera de Leipzig. Precisa, claro, de um bom hi-fi.

Apresento outra razoável escolha, Andrew Litton dirigindo bem a Filarmónica de Bergen.

Eis o excelente adagio:



2 comentários :

Virginia disse...

Cada vez gosto mais deste blogue.

Acho que vai ser o meu bestblog por algum tempo!!

Há tantas peças de música que não conheço, vai ser excitante ouvir as suas sugestões.

Boas férias e continue a alimentar-nos com os seus conhecimentos e sensibilidade.
Abraço

Mário disse...

Obrigado, Virgínia. Mas o meu blog é bem simplório, encontra por aí muito melhor.

Experimente este:
http://www.guiadamusicaclassica.blogspot.pt/