terça-feira, 27 de julho de 2010

Bach por David Fray: vagas sucessivas de lirismo e sensualidade

Dá gosto ver assim um jovem pianista entusiasmado, tocando Bach ao piano com esfuziante alegria.

Ensaio da gravação de David Fray
Bach, concerto para piano e orquestra em La maior, BWV 1055, 1º and.



Um excerto da gravação está disponível em
http://www.youtube.com/watch?v=7zPIQKnCePg&NR=1
Música refrescante como as águas do ribeiro...

5 comentários :

Paulo disse...

Não o conhecia e fiquei impressionado. Já andei a investigar mais sobre o rapaz, que muitos comparam a Glenn Gould.

Gi disse...

Pois, a primeira coisa que me veio à cabeça foi que o Glenn Gould deve ser o ídolo dele :-)

Mário disse...

Sim, é o que dizem; mas Gould era mais cerebral. Este moço é pura adrenalina...

Vem à Gulbenkian a 8 de Novembro, no excelente ciclo de piano.

Paulo disse...

Como não o conhecia, não me chamou a atenção. Obrigado, Mário. Já fui ver o programa da Gulbenkian e lá está: Mozart e Beethoven.

Gi disse...

Estou tentada. Pena ser uma segunda-feira, é complicado.