quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Finzi, Eclogue

Gerald Raphael Finzi ( 1901 – 1956) é um compositor inglês contemporâneo de Vaugham Williams. Compôs algumas obras de grande escala - música coral (Ode For St Cecilia, 1947; "Intimations of Immortality" , 1950, para tenor, coros e orquestra) e concertos para violoncelo (1955) e clarinete - o mais conhecido, de 1949. Mas foi mais dedicado a ciclos de canções: Ten Children's Songs, Two Sonnets by JohnMilton, Till Earth Outwears, Seven Poems of Robert Bridges.

Eclogue Op.10, para piano e cordas, seria o andamento central de um concerto para piano nunca completado. Lembra um pouco o andamento central do concerto de Ravel.

Uma Écloga é um poema conversado entre dois pastores, onde domina o tom bucólico. A Écloga de Finzi é uma obra modesta, uma melodia para duas vozes no piano, sendo o acompanhamento das cordas bastante discreto. É construída grosso modo em arco, evoluindo em crescendo à volta do tema até atingir um clímax intenso e diminuindo depois, no regresso à simplicidade primitiva. O final , talvez ilustrando uma separação, muda para um discurso mais sombrio e carregado.

Gerald Finzi - Eclogue for Piano and Strings

Gravação que recomendo: Northern Sinfonia/Howard Griffiths/ Naxos

http://vodpod.com/watch/2589098-gerald-finzi-eclogue-for-piano-and-strings
Outros compositores "pouco falados":
John Marsh, aqui.

2 comentários :

Fernando Vasconcelos disse...

Muito interessante. Não conhecia. Lá está com esta data tive medo ... Se não tivesse dito que "parecia" Ravel talvez não tivesse experimentado ouvir :-)

Mário disse...

Alguns ficarão estarrecidos com essa comparação de Finzi a Ravel. Em música nunca tenho medo. Mas só em música! :D :D