quinta-feira, 4 de março de 2010

Ainda estão quentes

Acabadinha de chegar a minha mais recente encomenda da Amazon, "eize-la":

  • Haydn: Symphonies 91 & 92, Scena di Berenice (Bernarda Fink/Freiburger Barockorchester/Jacobs)

Jacobs e a Freiburger nas alturas ! Não houve melhor edição no ano Haydn. A 91 está de cortar a respiração. Não paro de ouvir...

  • Realism
    The Magnetic Fields

Stephen Merritt e os Magnetic Fields são dos poucos que ainda vale a pena ouvir no universo pop. Textos excelentes, irónicos ou melancólicos, músicas com graça e um delicioso lirismo rétro vagamente delirante, e a estranha mas comovente voz de Claudia Gonson.

  • Little Princess [DVD] , Alfonso Cuarón

História de crianças num colégio em ambiente de início do sec XX, à inglesa, que reagem com imaginação à violência que sofrem. Muito bem filmada, fotografada e interpretada. Visuamente empolgante, a imaginação infantil é a grande vencedora.

  • Shroud , John Banville
    Picador

Depois de "O Mar", espero que seja outra obra prima. Ao que sei, uma história intensa e trágica que se passa em Turim. Quando tiver lido conto.


E também, via Bertrand,

  • Economia(s)
    Francisco Louçã, José Castro Caldas , Afrontamento 2010
Fã de Louçã, eu ? nãaa... mas Francisco Louçã é um meritório académico, estudioso e professor. Aliás, deve ser o único personagem de mérito naquela coisa BE de que é líder. E o livro é ... magnífico ! Não pude deixar de ser atraído pela apresentação cuidada, texto ilustrado com belos gráficos, notas históricas e matemáticas bem elaboradas e bem escolhidas. Mas na verdade todo o livro é muito didáctico para um zero em economia como eu. Fica-se a conhecer mais sobre a história e as várias escolas de economia, com dados dos tempos recentes em Portugal. Claro que Louçã não consegue ser neutro, e por vezes nem sequer é objectivo. Os ideais têm primazia. Isso é um defeito? Economia(s) é uma bela obra. E Louçã um político que não envergonha.

3 comentários :

Gi disse...

A Little Princess baseia-se no romance de Frances Hodgson Burnett, uma das minhas autoras de livros infantis preferidas. Além deste lembro-me que também adorei Little Lord Fauntleroy e The secret Garden.

Mário disse...

Gi,

obrigado, nunca li Burnett, se calhar estou (de novo) na idade certa.Conhece o filme ?

Gi disse...

Não sei, Mário, vi uma ou duas versões filmadas, não sei se alguma era essa, não me lembro.
Eu voltei a ler A Little Princess e The secret Garden em idade adulta e voltei a gostar, experimente...